DF terá mais 11 tendas para pacientes com dengue; três delas 24 horas

Untitled

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde (SES-DF), informa que as novas 11 tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue começarão a funcionar na próxima semana, somando 20 tendas na capital federal. Com atendimento diário, das 7h às 19h, as instalações possuem polos de hidratação e cuidados, proporcionando suporte contínuo aos usuários. Desse total, três irão operar 24 horas.

“Somados às tendas já existentes, os novos pontos irão evitar que a população se desloque a um hospital para conseguir atendimento. Isso se reflete em uma resposta mais rápida aos sintomas”

Lucilene Florêncio, secretária de Saúde

O nome da entidade responsável foi divulgado em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF) de sexta-feira (15). Com a escolha, mais quatro regiões de saúde serão contempladas: Central, Centro-Sul, Leste e Sul.

“A medida busca, principalmente, garantir maior acesso ao atendimento durante a epidemia de dengue, desafogando outras unidades da rede. Aos primeiros sintomas, as pessoas devem procurar uma UBS ou a tenda mais próxima”, afirma a coordenadora de Atenção Primária à Saúde, Sandra Araújo de França.

Cada tenda deverá ser composta diariamente, no mínimo, pelos seguintes profissionais: um coordenador; três médicos, sendo um pediatra; um enfermeiro; dois técnicos de enfermagem; dois técnicos de laboratório; um especialista em laboratório (biomédico ou farmacêutico bioquímico); dois apoios administrativos; um farmacêutico; pessoal de limpeza e pessoal de segurança.

Assistência ampliada

Desde o início do ano, a pasta já conta com nove tendas de hidratação, espalhadas por várias regiões do DF: Sol Nascente, Brazlândia, Ceilândia, Estrutural, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho. Como suporte à assistência nas UBSs, entre 20 de janeiro e 14 de março, os espaços atenderam mais de 63 mil pacientes, uma média de 1,2 mil por dia.

No mesmo período, as tendas que tiveram o maior movimento foram as de Samambaia (11,3 mil atendimentos), Ceilândia (10 mil) e Recanto das Emas (7,7 mil). Apesar disso, todas as outras regiões apresentaram números altos de demanda: Santa Maria (7,2 mil), São Sebastião (6,7 mil), Sol Nascente (5,8 mil), Brazlândia (5,5 mil), Estrutural (4,7 mil) e Sobradinho (3,7 mil).

“Somados às tendas já existentes, os novos pontos irão evitar que a população se desloque a um hospital para conseguir atendimento. Isso se reflete em uma resposta mais rápida aos sintomas”, explica a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. “Reforço ainda que todas as UBSs continuam a atender casos de dengue, com aumento das salas de hidratação”, diz. A rede ampliou o horário de atendimento de diversas unidades básicas, inclusive aos sábados e domingos. Mais informações estão no site da pasta.

Confira onde serão instaladas as novas tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue.

Com funcionamento 24h:

– Gama: estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG);

– Guará: em frente à UBS 1;

– Paranoá: estacionamento do Hospital da Região Leste;

Com funcionamento diário, das 7h às 19h:

– Plano Piloto: estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran);

– Vicente Pires: estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA);

– Varjão: atrás da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1;

– Taguatinga: estacionamento do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT);

– Planaltina: policlínica da região;

– Águas Claras: estacionamento da UBS 1 do Areal;

– Ceilândia – Estacionamento do HRC;

– Samambaia: Estacionamento da UBS7;

Ceilândia e Samambaia, que já contam com uma tenda de atendimento, também serão beneficiadas com mais um espaço de acolhimento.

Por Agência Brasília* | Edição: Débora Cronemberger

*Com informações da SES-DF

 

LEIA TAMBÉM